11
outubro 2009

Virtualis

Escrito por Mario Medeiros não comentários

Virtualizar ou não virtualizar, eis a questão!!
No meu caso foi até simples adotar o método de virtualizar s.o. para uso como desktop ou até mesmo servidores.
Como eu ainda não me sinto seguro em ficar "hackeando" o iphone para ser utilizado com o linux (mas que é uma tentação, isso é), eu utilizo um rwindows xp dentro do linux no netbook. Roda que é uma beleza. Serve somente para isso mesmo, sincronizar os trekos de e para o iphone.
E aqui vai uma dica, que creio eu, muitos dos técnicos já observaram:
quando necessitarem de alguma aplicação que fique amarrada ao MAC Address da máquina e seja necessário ficar migrando de uma maquina para outra, eis que o virutalbox vem para salvar o dia. Configure e ajuste tudo o que for necessário e depois é só exportar a máquina virtual. Na máquina hospedeira onde deverá rodar definitivamente a virtual, importe os arquivos que foram exportados e pronto, voilá, funciona como se nunca tivesse sido mudado de hospedeiro.
Mas um cuidado deve ser tomado: verifique antes quais as compatibilidades das placas de rede dos hospedeiros, pois eu já tive problemas com equipamentos muito diferentes.
Diferentes mesmo, como um desktop dual core (hospedeiro original) e um servidor HP com dois quad core 64 bits. Até aí nada de mais, mas as placas de rede não eram suportadas pelo virtual box para a maquina virtual. Tive que remodelar o projeto. Tive que usar outro equipamento, mas ainda estou pesquisando para que o projeto inicial seja concluído. Caso eu tenha sucesso, postarei aqui.

Categorizado em : Diversos Tags : sem tags

Os comentários estão fechados.